O que e onde comer em Cartagena das Índias na Colômbia

Honrando sua posição estratégica no mapa, a cidade costeira de Cartagena das Índias possui uma gastronomia marítima com peixes nobres e muitos frutos do mar a preços acessíveis. Além de todo sabor natural do oceano, os temperos de influência espanhola e os acompanhamentos típicos herdados dos povos africano e indígena dão um toque especial e marcante à culinária local. Arroz com coco, banana, abacate, limão e milho ajudam a dar mais raiz e, em alguns momentos, mais frescor ainda aos pratos.

A gastronomia local é incrível e alguns bons restaurantes buscam a sua identidade na cozinha contemporânea. A culinária peruana também se estabelece dentro da cidade amuralhada mas, resumindo, é uma gastronomia de influência marítima-caribenha e afro-colombiana. Vale a pena ousar.

Almoce e jante. Se permita, mesmo que haja café da manhã no hotel, a sair um ou dois dias a fazer seu “desayuno” em alguma outra cafeteria local. Você não vai se arrepender. E se quer sugestões dos locais que comemos e o que achamos de cada um segue logo aqui embaixo.

Mas, primeiro, você precisa saber o que você deve provar em Cartagena. Então vamos listar e falar rapidamente sobre cada uma das comidinhas e bebidinhas que podem te orientar a decidir quando estiver com o cardápio em mãos.

Peixes e Frutos do Mar

Como dito anteriormente, Cartagena é uma cidade costeira, portanto, você vai encontrar uma variedade enorme de pescados frescos. Para os amantes de peixes e frutos do mar, como eu, é preciso aproveitar, e muito, as delícias dessa gastronomia tropical.

Experimente os frutos do mar em todo tipo de combinação, seja por influência da cozinha afro, com arroz de coco e os patacones, que são bananas verdes amassadas e fritas; seja por característica da cozinha espanhola, com ensopados, ou em forma de paella.

Fugindo ao tradicional e abraçando uma gastronomia diversificada também presente na cidade colombiana, dê chance aos frutos do mar também nas cozinhas italiana e francesa.

Mas uma culinária que não pode ficar de fora desse seu tour gastronômico por Cartagena, com certeza é a peruana. Há opções maravilhosas. Desde restaurantes requintados, dentre os mais bem avaliados pelo TripAdvisor, até às cevicherias.

Frutas típicas da Colômbia

Os hotéis parecem se esforçar para que você conheça as frutas locais. Há sempre uma ou outra disponível nos cafés da manhã. Seja in natura ou espremida em suco.

Lulo, fruta típica colombiana

Segue algumas delas: tomarillo, ou tomate de árbol ( tomate de árvore), é uma fruta docinha e o sabor lembra um pouco o nosso araçá; Granadilla (maracujá doce), Uchuva (Physallis), Lulo (a casca é aveludada e por dentro parece um tomatinho, o sabor é cítrico, como uma mistura de abacaxi, com limão e até um pouquinho de morango); a Pitaya também é bastante presente.

Caso não as encontre, experimente comprá-las em um supermercado ou em alguma banca de frutas pela cidade. Vale a pena.

Quitutes da rua

Como eu já relatei anteriormente. As duas cidades colombianas onde fixamos estadia nesta viagem nos deixaram claríssimo que vendedores ambulantes dominam a cidade, portanto, o mais comum vai ser você encontrar quitutes sendo vendidos na rua.

Entre estes, os mais recomendados estão as Arepas, que é uma espécie de salgadinho feito com uma massa de farinha de milho e algum recheio tipo queijo. Ela é frita. Nós acabamos não provando, mas estava na lista de guloseimas recomendadas, então deixo aqui também.

Bebidas

Café, café e café. Beba muito e todo tipo de café. Isso é uma ordem. Se você não gosta de café, pelo menos experimente algum drink com café, ou que você compre alguns grãos para presentear quem gosta. Há inclusive, grãos de café cobertos com chocolate como opção de petisco doce. Não se esqueçam de mim. (risos).

Ah! E se você tem curiosidade em conhecer uma folha de coca, essa também pode ser a sua oportunidade. Alguns lugares vendem drinks com folha dessa planta. Eu experimentei um desses. Perguntei a garçonete se eu ficaria louca com a bebida e ela respondeu: “se você beber um, não. Já se você experimentar três é bastante provável”. Bom, eu fiquei apenas no primeiro mesmo, porque achei o sabor horrível. Nada interessante. Não sei se foi porque bebi depois do almoço em meio ao calor escaldante de Cartagena, ou porque simplesmente o sabor que se extrai da folha é bem ruim mesmo. Bom, a dica é: se há curiosidade, tire suas próprias conclusões.

Bom, mas para mim, imperdível mesmo é a limonada de coco e o picolé de mesmo sabor. Ambos são muito maravilhosos. A bebida você vai encontrar em todos os cardápios da cidade. Não teve um só lugar que passamos que não tinha essa opção. Malu preferia a limonada cerezada – com cereja. Chegou a um ponto que a nossa pequena fazia os pedidos de sucos para mim e para ela antes mesmo do garçom entregar a carta. O picolé vamos indicar o melhor local logo abaixo.



Finalmente, onde comer em Cartagena?

As opções listadas foram baseadas em nossa experiência, o que não quer dizer que são os melhores e nem que não haja outras opções tão boas. Mas vamos lá:

Cuzco Cocina Peruana – Calle São Domingo #33-48, próximo à praça San Domingo: @restaurantecuzco

o ambiente é lindo e agradável, música baixa (às vezes durante a noite tem até música ao vivo), atendimento bastante atencioso e o mais importante, comida de qualidade e bem temperada. Logo que você se sentar você será servido por um couvert interessante e melhor, gratuito. É um tipo de milho, como o de pipoca, crocante e bem temperadinho. Delicioso. O cardápio conta com uma variedade enorme de pratos, a maioria incluindo frutos do mar. De entrada, recomendamos experimentar o ceviche estrella, que é um mix de frutos marítimos, com milhos e abacate e também o pulpo a la brasa (polvo na brasa). Se estiver com criança, peça o peixinho frito e se não estiver, pode pedir como petisco também porque é saboroso por demais. Fomos duas vezes, claro, se gostamos, voltamos. E tudo se comprovou na segunda vez.



Época Café (ou Epoca Espresso Bar) – Calle de Arzopispado, Carrera 5 #34-52, Centro Historico – @weare.epoca

Essa, com certeza, foi uma das casas mais fantásticas que visitamos em Cartagena das Indias. O Época Café é aquele tipo de lugar que te cria uma memória sensorial, tanto gustativa, quanto olfativa e auditiva também. E não me surpreenderia se fosse ainda mais além. O menu é muito bem pensado e atende café da manhã e almoço com opções de brunch muito intrigantes e apetitosos. O ambiente é charmoso e o serviço é excepcional.

Cafés tem para todos os paladares, opções de várias fazendas colombianas selecionadas e conta ainda com uma produção própria. Trabalham também com diferentes métodos de de extração do café: prensa francesa, chemex, sifão, V60, além de espresso e outros tipos mais tradicionais. Você pode pedir recomendação aos garçons. Outra coisa que você pode pedir a eles é a senha do wifi. É liberado e um dos melhores sinais da região (pelo menos essa foi nossa experiência).

Aproveitamos o Época Café de todas as formas a partir do momento que o descobrimos. Tomamos café da manhã, almoçamos, provamos drink (aquele de coca que mencionei lá em cima, lembra? Pois é. Foi aqui.) Comi uma salada de atum selado com abacate e folhas muito saborosa.

E em outro dia voltamos para usufruir de um verdadeiro café da manhã de rei e rainha, incluindo sanduíches muito interessantes, ovos perfeitos, iogurte, frutas, sucos, waffle de frutas vermelhas … Então, fica aqui recomendadíssimo para pelo menos duas refeições.



La Mulata – Cl. del Quero #9 58, Cartagena, Bolívar, Colômbia – @restaurantelamulata

Anote esse nome: La Mulata. Não tem como passar por Cartagena e não conhecer esta opção que foi uma das que achamamos mais fiel à mistura de gastronomia marítima afro-colombiana.  Além deste ser um dos melhores restaurantes que visitamos. O La Mulata é uma casa pequena e aconchegante escondida em uma rua que dá acesso à Plaza Fernandez Madrid.

Tem um cardápio variado de frutos do mar como toda a gastronomia cartagenera, mas traz acompanhamentos de muito tempero e que faz carinho no paladar. Me lembrou um pouco da culinária baiana, mas com ingredientes locais, claro.

Aqui você vai experimentar um pescado fresquinho caribenho e bem preparado com acompanhamentos típicos como um delicioso arroz de coco, e/ou patacones (uma iguaria feita de banana verde amassada), aguacate, batata frita com casca e chips de plátano (banana). Não deixe de ir. Nesse dia fizemos o passeio de coche (charrete) e pedimos para nos deixar na porta do restaurante no final do trajeto. Depois retornarmos a pé e apreciando as ruelas de Cartagena durante a noite.



El Santísimo – Calle Del Torno #39-76, Cartagena, Bolívar, Colômbia – @elsantisimoretaurante

Colocamos muita expectativa nesta Casa, mas ela nos apresentou com menor satisfação que o esperado. Pela excelente avaliação nas redes sociais e em aplicativos especializados, pensamos encontrar aqui um respeito e fidelidade maior a gastronomia local. Mas não. O ambiente é aconchegante e bastante intimista. Diria que dos lugares que visitamos este era mais formal. Fomos muito bem atendidos. Muita cordialidade e, o principal para quem viaja com criança e quer sossego em um lugar como esse, wi-fi gratuito. Mas então, por que a avaliação mediana?

Bom, a comida em geral é saborosa e bem feita, mas a apresentação tenta seguir a escola francesa, o que acaba limitando muito o prato, e influencia até mesmo o resultado final, ou seja, o paladar. Os coquetéis estavam deliciosos. A comida estava “ok”. Não curtimos muito o polvo ao alho, se parecia muito com uma conserva. Não recomendamos. Todo o resto estava pelo menos saboroso.

Ele é “taxado” como uma opção cara e “pomposa” por muitos, mas o prato mais oneroso que encontramos foi esse lagostim por cerca de R$ 70. Se comparado com o Brasil, poderíamos considerar bastante barato. Vale para conhecer se você estiver com tempo e já tiver conhecido outros locais de gastronomia tradicional pela cidade.



La Cevicheria – Calle Stuart. 39 #7 14, Cartagena, Bolívar, Colômbia @lacevicheriacartagena

Pescados você encontra até em cardápio de padaria em Cartagena. E um dos lugares mais dedicado a peixes e frutos do mar é “La Cevicheria” . É comum em alta temporada ter que esperar cerca de 30/40 minutos para conseguir uma mesa. Se você está em uma viagem tranquila e com tempo, vale a espera, caso contrário, tem lugares melhores para aproveitar a gastronomia local. Pedimos um ceviche peruano de peixe branco com camarão, vem bem servido, além da variedade de acompanhamentos, mas achamos um pouco sequinho, ou seja, poderia vir mais leche de tigre que ficaria perfeito. De entrada foi servida papas fritas de cortesia com um molho de limão que não curtimos muito, mas as batatas estavam deliciosas, e agora sim, devidamente sequinhas. Ainda de entrada pedimos patas de caranguejo ao molho de mostarda e mel. Estava bem gostosinho e a apresentação bem linda. No entanto, a porção é bem minúscula e não mata fome nem de uma criança. Para beber fomos de limonada de coco, limonada cerezada e cerveza. Nossa experiência aqui não foi das melhores, ou por nossas escolhas, que não foram muito boas, ou porque o lugar deixa mesmo a desejar. Eu não sei se voltaria.



Cafeteria St. AlbertoCal. de Los Santos de Piedra Cra.4 #34-1 a 34-91, Cartagena – @cafe_san_alberto

Muito bem. Você acabou de almoçar e sentiu aquela vontadinha de tomar um café e uma sobremesa que valha cada caloria ingerida. É aqui que você precisa ir. Cafeteria St. Alberto.

Além de ter a chance de degustar um dos cafés mais premiados da Colômbia, você ainda vai poder saborear um dos melhores bolos de cenoura que já comemos. Um bolo muito bem temperado com especiarias e que casa perfeitamente com o café da casa, que você também poderá escolher qual método de extração você preferir. São vários: sifão, hario, v60, chemex…

San Alberto é o café mais premiado da Colômbia, sendo o Melhor Café Exótico do Concurso Nacional de Qualidade 2017, a Medalha de Ouro na Seleção Monde por quatro anos consecutivos (entre 2014 e 2017) e três Estrelas Douradas por seu Gosto Superior pelo International Taste e o Quality Institute, por seis anos consecutivos (entre 2012 e 2017).

A coleção de medalhas de ouro não é apenas marketing o sabor frutado e delicado do café certamente também vai te conquistar.



La Brioche Calle san agustin chiquita 6-14 centro historico, Cartagena – @labriochecolombia

Um outro lugar bastante interessante para um pit stop no meio da tarde para aquele lanchinho de reposição de energias, recomendamos o La Brioche . Ambiente tranquilo semelhante a uma patisserie francesa e com um cardápio repleto de delícias bem executadas. Pedimos um tipo de Croq Monsieur, mas com peito de peru e croissant. Opções muito interessantes de café da manhã também, infelizmente ficou para uma “prossima volta”.



Crepes Y Waffles – Av. San Martin | Plaza Bocagrande, Cartagena 130001, Colômbia – @crepesywaffles

Mais um lugarzinho para um pit stop em Cartagena de Indias. Ideal para quem viaja com criança. Tem ar condicionado, decoração lúdica e de cor viva (rosa e branca), bem moderna – a Malu se divertiu muito nas cadeiras no formato de uma máscara. Tem opções de sorvete em forma de bonequinhos. Muito fofo. A limonada de coco é feita com sorvete de limão, ou seja, perfeita para aquela refrescada no meio da tarde calorenta de Cartagena. O local, fica dentro da cidade murada, mais próximo a Plaza San Domingo. Por lá servem também waffles e crepes, doces e salgados. É só escolher as infinitas opções de sabores e misturas.



La Palettería – Calle de Ayos #03-86 | Local 2 – Centro Historico, Cartagena – @lapaletteria

Uma lojinha de picolés. Simples assim, porém, não tão simples quanto parece. Há muita variedade de sabores de picolés não embalados. Eles ficam assim expostos em uma vitrine que é também um freezer. É um ótimo lugar para pegar um ar condicionado no meio do seu passeio pela calorosa Cartagena e também para provar as frutas locais. Um problema: vive lotado e o atendimento é bastante concorrido. É necessário um bocado de paciência. Eu provaria cada dia um sabor diferente no início do dia, mas no final terminaria sempre com um de limonada de coco, porque é o campeão.



ONDE NÃO COMER

Pizzeria Bar e Restaurante

O vidrinho em cima da mesa vai parecer azeite, mas é óleo. Óleo puro, daqueles que estraga o prato. Triste. A entrada de cortesia do primeiro restaurante que NÃO recomendamos foi alguns pãezinhos com esse óleo. Alexandre e Malu comeram spaghetti com almôndegas e deixaram as polpetas de lado por causa do sabor desagradável. Eu pedi spaghetti al frutos del mar. Muito oleoso e muito alho, os camarões precisavam de mais tempo para atingir o ponto certo, sim, estavam totalmente cru. O lugar fica em uma das esquinas da plaza Fernandéz de Madrid, uma das praças de agito durante a noite na cidade histórica. Fuja dele.

Porton de San Sebastian

Lugar bem pequeno e nada receptivo com crianças. Além de muito apertado, estava com bastante cheiro de fritura e serviço não muito cortez. A comida achamos razoável, nada muito ruim, mas também nada impressionante. Dá para comer melhor e pelo mesmo preço em vários outros lugares de Cartagena. Não voltaria.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *